Estudo dirigido sobre - NERVO TRIGÊMEO (3)

(tenha à mão o livro Anatomia Facial com Fundamentos de Anatomia Geral, 3 ª edição; é fundamental que o internauta tenha concluído os estudos dirigidos do nervo trigêmeo 1 e 2)

Começamos o teste com uma revisão. Você obterá as respostas passando o cursor sobre o sinal de interrogação (?), mas faça isto apenas após meditar e reponder (escrevendo), caso contrário o teste não ajudará seu aprendizado!

1ª pergunta: Quais são as estruturas inervadas pelos nervos alveolares superiores anteriores? Antes de responder, pense no seguinte:
a) a origem aparente dos nervos alveolares superiores anteriores é a seguinte: ? a partir do nervo infra-orbital, dentro do canal infra-orbital
b) os referidos nervos percorrem um trajeto descendente na parede anterior do seio maxilar e, portanto, vão ao encontro dos dentes anteriores, emitindo os seguintes ramos: ?dentais e peridentais
c) entretanto eles não emitem ramos gengivais (somente para a papila interdental). Assim sendo, para a exodontia do incisivo lateral superior, além dos alveolares superiores anteriores, o(s) seguinte(s) nervo(s) deve(m) ser anestesiado(s): ?infra-orbital e ?nasopalatino

Agora responda a 1ª:
?dentes anteriores e seus tecidos de suporte

2ª pergunta: Na exodontia do segundo molar superior, quais nervos devem ser anestesiados?

Antes de responder, pense no seguinte:
a) os nervos alveolares superiores posteriores têm origem aparente no nervo ?maxilar
b) e quando chegam à tuberosidade da maxila, penetram nos forames ?alveolares
c) a partir daí seguem para baixo e para a frente pelos canais ?alveolares superiores posteriores na parede do seio maxilar;
d) nessa direção, encontrarão os dentes ?molares e seus tecidos de suporte. Os alveolares superiores posteriores também dão inervação à gengiva vestibular dos molares com seu ramo gengival.

Agora responda a 2ª pergunta
?nervos alveolares superiores posteriores e palatino maior

3ª pergunta: O nervo nasopalatino deve ser anestesiado antes de um preparo cavitário profundo no incisivo lateral superior?

Antes de responder, pense no seguinte:
a) o nervo nasopalatino percorre o seguinte trajeto: ? desce de trás para a frente, acompanhando o septo nasal, penetra no canal incisivo
b) e aparece na cavidade bucal pelo forame ?incisivo
c) que se localiza ? na sutura palatina mediana, logo atrás dos dentes incisivos centrais
d) as estruturas inervadas por ele são: ? mucoperiósteo do palato e gengiva lingual dos dentes anteriores

Agora responda a 3ª pergunta
?não

4ª pergunta: Na exodontia do primeiro molar superior, o nervo palatino maior deve ser anestesiado?

Antes de responder, pense no seguinte:
a) o nervo palatino maior tem origem anatômica a partir do nervo ?maxilar
b) e aparece no palato passando pelo ?forame palatino maiorforame este que é o melhor local para a punção da agulha;
c) as estruturas inervadas pelo nervo palatino maior são:
? mucosa do palato e gengiva lingual dos dentes superiores, com exceção da área inervada pelo nasopalatino

Agora responda a 4ª pergunta
?sim

5ª pergunta: Quais são as estruturas que ficam insensibilizadas após a infiltração anestésica do nervo alveolar inferior?

Antes de responder, pense no seguinte:
a) o nervo alveolar inferior penetra no ?forame da mandíbula e percorre o ?canal da mandíbula, dando ramos dentais e peridentais;
b) o nervo mentoniano, que é ramo do alveolar inferior, inerva ? lábio inferior, mento, mucosa alveolar e gengiva vestibular de incisivo a premolar
c) com essa anestesia, a gengiva vestibular dos molares inferiores também fica insensibilizada? Por quê?
? porque o nervo bucal não foi anestesiado (porque sua inervação advém do bucal)
d) qual é o nervo responsável pela inervação da mucosa e do periósteo da área lingual do processo alveolar mandibular? ?nervo lingual

Agora responda a 5ª pergunta.
? dentes inferiores e seus tecidos de suporte, mento, lábio inferior (entretanto, quando se anestesia o nervo alveolar inferior, o nervo lingual também fica anestesiado, devido a sua proximidade)

Preencha os espaços com as letras de A a E, de acordo com o seguinte código:

A - Asserção correta, razão correta, justificando a asserção
B - Asserção correta, razão correta, porém não justificando a asserção
C - Asserção correta, razão incorreta
D - Asserção incorreta, razão correta
E - Asserção e razão incorretas

Depois, passe o cursor sobre o sinal de interrogação (?) para conferir a resposta


1 A exodontia exige anestesia não somente do dente, mas também de suas gengivas vestibular e lingual porque elas são inervadas e são separadas do dente (sindesmotomia) no transcorrer da cirurgia.
2 Os nervos alveolares (todos) sempre enviam ramos gengivais porque a gengiva vestibular em torno dos dentes anteriores inferiores é suprida pelo nervo mentoniano, ramo do nervo alveolar inferior; e a gengiva vestibular dos molares superiores é suprida pelo ramo gengival dos nervos alveolares superiores posteriores.
3 A anestesia dos nervos alveolares superiores posteriores promove a insensibilidade dos dentes molares superiores porque esses nervos enviam o ramo gengival para a gengiva dos molares superiores.
4 Os dentes molares superiores são inervados pelo nervo maxilar porque os nervos alveolares superiores posteriores são ramos do nervo maxilar.
5 O nervo alveolar superior médio está ausente em 30% dos casos porque os nervos alveolares superiores anteriores e posteriores cobrem o território dele nesses casos de ausência.
6 Anestesia aplicada na tuberosidade da maxila insensibiliza não somente os dentes molares, mas a sua gengiva vestibular também porque os nervos alveolares superiores posteriores, antes de seu trajeto intra-ósseo, envia um ramo extra-ósseo para essa gengiva.
7 Se uma osteotomia (secção de osso) for realizada, somente os tecidos moles devem ser anestesiados porque osso não é inervado.
8 O nervo palatino maior não precisa ser anestesiado na exodontia do primeiro molar superior porque ele inerva o palato duro e não a gengiva lingual desse dente.
9 Na exodontia do segundo premolar superior, após a anestesia dos nervos alveolares superiores anteriores, infra-orbital e nasopalatino, o paciente sentiu dor na gengiva lingual durante a sindesmotomia porque o nervo palatino maior não fora anestesiado.
10 Durante a apicectomia (cirurgia de acesso vestibular para secção e remoção do ápice da raiz do dente) do canino superior, o nervo nasopalatino, a rigor, não precisa ser anestesiado porque essa cirurgia pode ser feita apenas pelo lado vestibular.
11 A anestesia do primeiro premolar superior não pode ser feita via forame infra-orbital porque no canal infra-orbital somente os nervos alveolares superiores anteriores destacam-se do nervo infra-orbital.
12 Após a anestesia terminal infiltrativa dos nervos alveolares superiores anteriores para a extração do incisivo central, é necessário complementar a anestesia diretamente na gengiva vestibular porque os ramos terminais do nervo infra-orbital inervam a gengiva vestibular desse dente.
13 O nervo bucal deve ser anestesiado previamente a uma biopulpectomia (remoção de polpa viva) do segundo molar inferior porque ele participa da inervação desse dente.
14 Para a extração de um segundo molar inferior é necessário anestesiar apenas os nervos alveolar inferior e bucal porque o alveolar inferior inerva o dente e o bucal todos os tecidos de suporte desse dente.
15 Em todas as cirurgias e preparos cavitários profundos dos dentes inferiores, o nervo lingual deve ser anestesiado porque ele envia ramos gengivais para toda a gengiva lingual dos dentes inferiores.
16 A anestesia da gengiva vestibular para a extração do segundo molar inferior é necessária porque o nervo bucal é ramo motor do nervo mandibular.
17 O nervo mentoniano não inerva dentes porque ele é nervo motor.
18 Se durante a extração do segundo molar inferior, após a anestesia dos nervos alveolar inferior, lingual e bucal, a cirurgia torna-se complicada e for preciso recorrer à osteotomia (secção de porções do osso alveolar), não é necessário anestesiar nenhum outro nervo porque esse osso é inervado por ramos peridentais do nervo alveolar inferior.
19 A anestesia terminal infiltrativa da gengiva lingual de um dente inferior deve sempre ser feita após a anestesia do nervo alveolar inferior porque por meio desta técnica fica anestesiado também somente o nervo milo-hióideo e não o nervo lingual.
20 O nervo alveolar inferior, tal como o nervo mandibular, é misto porque além de fornecer vários ramos sensitivos, fornece um que inerva músculos.

Respostas
1-A, 2-D, 3-B, 4-A, 5-B, 6-A, 7-E, 8-E, 9-A, 10-A, 11-E, 12-D, 13-E, 14-E, 15-D, 16-C, 17-C, 18-A, 19-E, 20-A.

©Copyright 2017 anatomiafacial Todos os direitos reservados