Estudo dirigido sobre - ATM

(tenha à mão o livro Anatomia Facial com Fundamentos de Anatomia Geral, 3 ª edição)

Nossa experiência no ensino da Anatomia nos permite afirmar que os alunos estudam a ATM teoricamente, mas não tanto na prática de laboratório. Nas avaliações, é comum o professor encontrar assertivas equivocadas, como: a cápsula articular é cartilagínea, o ligamento temporomandibular é contrátil, a membrana sinovial reveste a cartilagem articular, o disco articular não se prende à cabeça da mandíbula e outras tolices mais !

Para evitar confusões, sugerimos um estudo prévio, mais cuidadoso, das articulações sinoviais. Examinando bem a cápsula da articulação escápulo-umeral, os ligamentos das articulações do tornozelo, os meniscos da articulação do joelho, o disco da esternoclavicular, enfim, boas preparações das grandes articulações sinoviais, você terá mais facilidade em entender as relações e o significado dos elementos constituintes da articulação temporomandibular. Com essa bagagem, o estudo da ATM, em material didático laboratorial de boa qualidade, será mais bem aproveitado.


Mas, se você já tem uma noção razoável da anatomia das articulações em geral, comece este estudo fazendo uma revisão das superfícies articulares ósseas da ATM, no capítulo sobre o crânio, páginas 32 e 40 e figuras 2-10, 2-11 e 2-15. Essas superfícies necessitam de um revestimento de cartilagem para (pense na melhor alternativa, depois encontrará a resposta):
a) promover melhor deslizamento;
b) absorver choques;
c) proteger os ossos;
d) todas as alternativas acima;
e) nenhuma das alternativas acima.

Mais três perguntinhas para deixar o assunto cartilagem articular mais bem entendido. São assertivas que você poderá aceitar como verdadeiras (V). Se forem falsas (F), coloque no espaço em branco, no final da frase, as palavras que as tornarão verdadeiras.

(V) (F) A linha terminal do revestimento cartilagíneo corresponde à linha inicial do revestimento periosteal.

(V) (F) Portanto, o periósteo não faz parte da articulação.

(V) (F) A cartilagem articular é menos espessa nas áreas que sofre maior pressão.

Bem, já temos o esqueleto ósseo da ATM atapetado por uma camada de fibrocartilagem, a qual substitui o periósteo no revestimento ósseo, evita desgaste e erosão óssea, deixa a superfície lisa e escorregadia e absorve pressões, sendo que as de maior carga, com maior espessura e vice-versa (estas são as respostas corretas das perguntas anteriores). Reforce seu estudo relendo o livro à página 134.

Vamos agora fechar a ATM com uma membrana fibrosa dotada de lassidão, que permite uma certa elasticidade. Com isso fica formada (se não souber, continue lendo que encontrará a resposta):

a) a superfície extra-articular;
b) o ligamento intra-articular;
c) a cavidade articular;
d) o líquido sinovial.

Essa membrana de tecido conjuntivo fibroso tem o nome de :

a) membrana sinovial;
b) cápsula articular;
c) membrana conjuntiva;
d) ligamento temporomandibular.

Ela acompanha os movimentos da ATM porque é frouxa o suficiente para isso. Em cada movimento ela aumenta ou diminui a cavidade articular (esta é a resposta da penúltima pergunta). Sobre cápsula articular, volte à página 138 do livro.

Para que a articulação fique completa, faltam alguns de seus elementos componentes. Um deles reforça lateralmente a cápsula articular (resposta da última pergunta) e promove uma forte ligação entre temporal e mandíbula.

Trata-se:
a) do ligamento intracapsular;
b) do ligamento temporomandibular;
c) da membrana sinovial;
d) da cartilagem externa.

Além dessas duas funções, o ligamento temporomandibular (esta é a resposta correta) evita o deslocamento posterior exagerado da cabeça da mandíbula e possibilita o movimento de Bennett.

Agora já temos uma articulação de ossos cobertos por cartilagem, limitada por uma cápsula articular, reforçada por um ligamento, que se movimenta por ação muscular. Mas estão faltando dois elementos intracapsulares para a ATM ficar completa. Um deles é uma placa fibrocartilagínea chamada , que serve para:

a) absorver choques ou pressões;
b) regularizar as superfícies ósseas discordantes;
c) acompanhar a mandíbula no movimento de translação;
d) nenhuma delas;
e) todas elas.

O disco articular (resposta da penúltima) encaixa-se na cabeça da mandíbula de maneira mais ou menos solta, cumprindo todas as funções (resposta) apresentadas nas alternativas do teste.

(V) (F) O disco fica preso apenas nos pólos medial e lateral

Essa conexão permite que a cabeça da mandíbula rode (movimento de rotação), sem que o disco articular saia do lugar porque sua ligação é apenas nos dois pólos da cabeça da mandíbula (resposta da última). Se o movimento for de translação, o disco desloca-se junto com a mandíbula (resposta dedutiva da penúltima).

(V) (F) O disco articular também se liga, principalmente por meio de fibras elásticas, ao coxim retrodiscal. Este, o coxim, está conectado também à cápsula articular e à cabeça da mandíbula. No livro, ligamentos e disco articular são encontrados nas páginas 136 a 140.

Finalmente, o que fica faltando para deixar a ATM prontinha? Se você estivesse construindo um dispositivo de forma e movimentação semelhantes, usando metal ou plástico, o que teria que acrescentar para que funcionasse bem e por muito tempo?

Se você respondeu que faltaria óleo lubrificante ou graxa, bingo! Acertou em cheio.

Com as articulações sinoviais acontece a mesma coisa. Elas precisam em um meio líquido consistente, como se fosse um lubrificante, para deslizar suavemente, sem desgastar suas partes. Como no interior da cavidade da ATM não há gordura, líquor, linfa, sangue, suor e lágrima, é necessário que haja um outro líquido especialmente elaborado para cumprir essa função. Não vamos nem perguntar que líquido é esse. Todo mundo sabe que é a sinóvia. Deixamos para perguntar o seguinte. Que outra função pode-se atribuir à sinóvia?

a) anti-séptica;
b) antiinflamatória;
c) regularizadora do pH;
d) nutritiva.

Pode-se afirmar que o líquido sinovial, por ser viscoso (espesso), tem a função de diminuir o atrito entre as superfícies articulares e facilitar o deslizamento. Portanto, além de nutrir as cartilagens (resposta da última), tem essas outras utilidades.

Mas, a sinóvia aparece milagrosamente dentro da articulação? Pelo quê e onde ela é produzida? É a membrana sinovial que se encarrega disso? Sim. Mas, de onde a membrana sinovial retira líquido para elaborar a sinóvia?

a) dos humores do corpo;
b) da linfa;
c) do sangue;
d) do líquido intersticial.

Continuamos com perguntas para encontrar esclarecimentos. A membrana sinovial fica dentro da articulação? Tem que ser, não é? Do contrário, como a sinóvia poderia espargir (espalhar, difundir) na cavidade articular depois de ser processada a partir do sangue (resposta da últimapergunta).

Porém, onde, exatamente, a membrana sinovial se situa?

a) revestindo internamente a cápsula articular;
b) revestindo as duas faces do disco articular;
c) revestindo as superfícies articulares;
d) solta na cavidade articular.

A membrana sinovial, tal como o disco articular, não pode ficar solta dentro da ATM, como se fosse um corpo estranho. Tanto o disco quanto a membrana estão fixados. A membrana sinovial se fixa à cápsula articular, revestindo-a por dentro (resposta da última). A partir daí ela se estende sobre o coxim retrodiscal, por cima e por baixo. Sinóvia está na página 138.

Pronto. Esperamos que este texto tenha realmente colaborado para que você soubesse mais.

Cremos que, tendo estudado antes e agora, a última pergunta você responderá com facilidade. Ela é dividida em duas partes: na primeira, pedimos que estabeleça relações de maior proximidade ou continuidade e na segunda, relações de função.

Relacione os termos da coluna à esquerda (numerada) com os termos da coluna à direita (parênteses), preenchendo com os números os espaços entre os parênteses.

Relação de maior proximidade ou continuidade:


1) disco articular
() superfícies ósseas
2) membrana sinovial
() disco articular
3) cartilagem articular
() face interna da cápsula articular
4) ligamento temporomandibular
() face externa da cápsula articular
5) coxim retrodiscal
() pólos da cabeça da mandíbula
6) colo da mandíbula
() músculo pterigóideo lateral
7) cápsula articular
() cápsula articular
 
() processo retroarticular
 
() ligamentos acessórios
Respostas
Apesar de Coxim retrodiscal e o Músculo pterigóideo lateral estarem também ligados à cápsula articular, e a membrana sinovial ao coxim retrodiscal, achamos que a melhor resposta para a primeira parte é:

(3) (5) (2) (4) (1) (1) (6) (7) (), ficando o último paéntese em branco.


Relação de função:



1) músculo pterigóideo lateral
() nutrição
2) membrana sinovial e sinóvia
() regularização de superfícies incongruentes
3) cartilagem articular
() freio discal posterior
4) disco articular
() estabilidade do disco articular
5) ligamento temporomandibular
() absorção de pressão/choque
6) cápsula articular
() limita movimentos retrusivos
7) colo da mandíbula
() inervação abundante
8) coxim retrodiscal
 


Respostas
(2) (4) (8) (1) (3) (5) (6), sendo que o colo da mandibula não tem onde se encaixar.

©Copyright 2017 anatomiafacial Todos os direitos reservados